quarta-feira, 26 de março de 2008

Cães de aluguel

Estava eu outro dia no parque pensando "ah que bonito seria se minha cachorrinha pipoca estivesse aqui para passear com ela", e tive uma idéia: "gente, porque é que não alugam cachorros em parques?"

Depois, descobri que a idéia já existia, no Japão (ok, meio difícil competir com o japão em matéria de... qualquer coisa) em Los Angeles (tá, admito que a idéia não era tão original assim) e até aqui no Brasil (mas aqui acho que é só de cães enormes, para segurança).

Mas bem que a coisa poderia ser bem menos capitalista e mais útil para o mundo animal. Por que não alugar cãezinhos sem dono? As feiras de adoção estão cheias de bichinhos fofos, limpinhos (leia-se: sem doenças e afins) e bem carentes. Eu ficaria feliz de passar um tempinho entretendo um deles, e até pagaria por isso.

3 comentários:

Agatha disse...

ah, eu acho a idéia ótima. ia gostar, já que não ia poder cuidar em tempo integral de um cachorro.

só não sei como conseguiria devolver um cachorro fofo depois de passar umas horinhas com ele... que dó!

Anônimo disse...

pq vc nao faz isso com uma criança? vc sabia q até no brasil existem orfanatos ou desses centros sociais, com maes sociais, que permitem um tipo de adoção que é só de vc ir lá ficar um tempinho com eles, dar amor, carinho, atenção, estar presente em dias importantes, como aniversário, natal... obviamente nao é um aluguel, pra q vc pague para passar alguns minutos satisfazendo as suas necessidades pseudoassistencialistas, mas tampouco é uma adoção cheia de responsabilidades e que vai te custar dinheiro ou muitas horas de dedicação. pense nisso! talvez seja mais útil para o mundo ajudar seres humanos com necessidades reais e que vc nem pode imaginar, do que satisfazer desejos egoístas pesudocaridosos com os animais...

Elisa Volpato disse...

Olá, anônimo.

Não acho que uma coisa elimine a outra. E sim, eu já fiz isso com uma criança em um orfanato aqui de São Paulo. A diferença é que "adotar" uma criança desse jeito exige muito mais responsabilidade, certo?

Este blog não tem uma intenção social, mas se você tiver alguma boa idéia sobre qualquer coisa eu ficarei feliz em publicar.

ps. Para uma pessoa aparentemente tão altruísta e engajada você tem julgamentos bem preconceituosos, não?